Tem que ser gostoso, que ele fica doido

CONTO ERÓTICO (A 1º vez que minha esposa realizou minha fantasia)
Olá queridos leitores, meu nome é Renato e o da minha esposa é Marcela, ela 1m 60cm, morena cabelos longos e lisos, olhos castanhos, 58kg, seios médios, bunda arrebitada 1m, coxas grossas…ela é muito gostosa, não é porque é minha esposa, mas por onde passa, chama a atenção….
Somos casados há 10 anos e como adoramos sexo, sempre inovamos, como ao falar besteiras, e de uns tempos para cá lancei a ideia de que adoraria vê-la transando com outro homem, deu pra perceber que no início ela não aprovou muito a ideia, mas conforme o tempo foi passando, dava pra perceber que ela começara a gostar da ideia…Começamos a conversar sobre o assunto em nossas transas e também sobre casas de swing…ela adorou a ideia e começamos a pesquisar na internet,e vimos que em Moema é o reduto de casas de swing, e decidimos ir até uma destas casas. Chegando lá encontramos um ambiente parecido como o de uma balada normal, mas frequentado em sua maioria por casais, com barzinho, pista de dança, pessoas atraentes, e as mulheres muito bem vestidas….Marcela foi com um vestido bem colado ao corpo que realçava bem suas curvas e coxas e com um salto alto que deixava sua bunda ainda mais arrebitada…Tomamos uma bebida leve, nada de muito alcoólico, pois não somos muito fãs de bebidas, e fomos dar uma volta pelos corredores e realmente vimos o que acontece nos bastidores de uma casa como essas. Tem cabines para somente o casal, para dois casais, todas as cabines com cortinas e sala coletiva de casais. Quando vimos tudo aquilo dava pra perceber um pouco de medo em Marcela, mas também muito tesão, até que para nossa surpresa, ela encontrou um amigo dela da época de faculdade. Pronto, a noite estava ficando perfeita, conforme tudo que sempre fantasiei……logo então saímos dos corredores e fomos para o barzinho para beber um pouco, chegando lá percebi que Marcela estava diferente, com sorriso no rosto e querendo me pedir alguma coisa, meu pau já estava duro de sentir aquela situação se desenhando. Quando de repente, percebi que o amigo dela estava próximo de nós, e então arrumei a desculpa que estava com vontade de ir ao banheiro, então saí de perto dela, e quando estava andando em direção ao banheiro e olhei para trás, o rapaz já havia chegado até ela e os dois estavam conversando e rindo bastante. Dei bastante tempo para os dois conversarem, demorei no banheiro uns 10 minutos e quando estava voltando e rapaz percebeu e saiu de perto dela. Quando cheguei e encostei perto de Marcela já senti o corpo dela tremendo, o tesão dela estava a mil, e pude perceber no olhar dela a vontade de dar sua maravilhosa e suculenta buceta(que ela deixa sempre depiladinha), perguntei a ela o que eles conversaram, ela disse que jogaram bastante conversa fora e ele a elogiou bastante, falando que ela estava uma delícia e ela pra provocar disse assim: “como sabe que sou gostosa se vc nunca provou”, e ele então pediu para Marcela para que pedisse para mim para poder então provar se ela era gostosa mesmo. Aquilo me deixou com um tesão incontrolável, meu pau ficou duro na hora e ela então me perguntou. ” Você ainda tem aquela fantasia de me ver fudendo com outro homem?”, e eu disse “claro que sim” e então ela respondeu: “então você vai ter essa fantasia realizada hoje”. Caros leitores, dava pra perceber nela que não era somente a minha fantasia que ela queria realizar, ela estava doidinha pra dar a buceta para o amigo dela(na época de faculdade, eles sempre foram apenas amigos e nunca rolou nada), Marcela adora sexo, e ela não queria perder aquela oportunidade de dar a buceta com um homem que não fosse seu marido…ela é bastante leal comigo, nunca me traiu, mas ela adoooora dar a buceta, ela adoras transar. Então disse a ela que permitiria com uma condição, que ela deixasse a cortina da cabine aberta pra eu poder vê-la. Ela com um sorriso malicioso, de fêmea no cio, disse que isso não seria problema. Então ela com um aceno de cabeça pra amigo dela, ela foi até ele….Ele pegou na mão dela e foram então em direção às cabines…Caros leitores fiquei com ciúmes, mas o desejo de ver minha esposa fudendo com outro homem foi maior, e, naquele momento não dava mais pra desistir. Dei um tempo de uns 10 minutos para que eles encontrassem uma cabine, não podia ir atrás deles em seguida pra não ficar um clima chato entre nós. Passados os 10 minutos entrei pelos corredores e logo ouvi um gemido alto que de pronto conhecia como ninguém: era o gemido de Marcela. Procurei de onde vinha o gemido e logo encontrei a cabine…e lá estava minha linha esposa, com a cortina da cabine aberta, fiquei admirando pelo vidro minha Marcela sendo possuída por outro homem, ela de quatro, e ele fudendo ela por trás, e ela gemendo feito uma louca e o rapaz com um tesão que dava pra perceber em seu rosto, ficaram nesta posição por bastante tempo até que em dado momento ela se levantou e ele abraçou por trás e eles começaram a trocar carícias, então ele sentou no sofá e ela sentou de costas pra ele, que cena maravilhosa, ela cavalgando em outro homem que não fosse o maridinho dela, ela cavalgava forte, gemia muitooo, estava fudendo como algum tempo não via… e meu tesão estava demais, meu pau estava tão duro que não cabia dentro da cueca e depois de vê-la cavalgar bastante, eu saí porque percebi que estava perto deles terminarem… Fui até o bar e fiquei esperando Marcela, pedi uma bebida e fiquei esperando uns 20 minutos ainda, e só pensando que minha esposa ainda estava dando pro amigo dela, que tesão… passados os 20 minutos chegam os dois de mãos dadas e ele apenas a entrega par mim sem falar nada, e no olhar dela…ahhh leitores, uma cara de safada, com o tesão ainda exalando, com a buceta toda esfolada de tanto fuder, pagamos a conta e fomos para casa. Quando chegamos em casa ela me contou detalhe por detalhe, que iniciou com um boquete e logo depois começaram a transar, que ele a chamou de vadia, ela adorou dar pra ele e a muito tempo não sentia tanto prazer quanto sentiu com ele, claro que o prazer comigo ela diz que é diferente, mas ela adorou fuder com ele e que seu eu fizesse tudo direitinho com ela poderia pensar em repetir a experiência(ela queria mesmo e fuder de novo com o amigo dela), transamos muito ainda, e esta experiência serviu para tirar-nos da rotina de nosso casamento…

Comentários

Postagens mais visitadas