Desejo pela Bibliotecária final – Sexo em Quadrinhos

Depois de ser violentada estuprada por todos aqueles homens negros bem dotados a Bibliotecária Jenny chegou em casa e foi direto tomar banho para lavar toda aquela porra. Mas ela não conseguia tirar o que havia acontecido da cabeça, e todas aquelas lembranças com aquele monte de cacetudos metendo nela a deixava muito excitada e ela sabia que ia querer encontrar pelo menos um daqueles rapazes outra vez…

33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48


Desejo pela Bibliotecária Part.1 – Sexo em Quadrinhos

Umas gangues de garotos negros bem dotados invadem uma biblioteca e encontram a gostosa da Bibliotecária trabalhando até mais tarde. Os manos agarram a branquela gostosa e arrancam suas roupas e começa a sacanagem. A vadia não tem tempo nem de respirar um soca o cacete na boca dela outro penetra a buceta e mais uma big rola invade o cuzinho da casada.

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

26 27 28 29 30 31 32

Férias sem marido dá nisso Autor: Capitã Dea

Olá, vou relatar um fato que ocorreu comigo durante as últimas férias, mas antes deixe-me apresentar a vocês.
Todos me chamam de Déa, sou uma mulata com corpinho de violão, no melhor estilo mulata globeleza. Minhas pernas são bem torneadas graças a mamãe natureza e as aulas de aeróbica. Meus seios foi o meu marido que me deu de presente rsrs. Ele achava pequenino então resolvemos fazer um implante de 200ml em cada mama. Adoro tomar banho de sol na praia e sair para dançar a noite. Gosto de usar roupas leves e bem confortáveis, por causa do forte calor que faz durante o ano todo aqui em Salvador.
Imagem relacionada
Por insistência de meu marido todos os meus biquínis são do tipo fio-dental, um menor que o outro. Meu marido pede para que eu use esses biquínis porque ele fica muito excitado com a marquinha que eu fico depois de usar as tanguinhas minúsculas que ele me dá. Os olhares gulosos dos curiosos em meu rabinho é outro fetiche de meu maridinho.
Combinei com meu marido que sairia de férias em março, logo após o carnaval. Eu já sabia que ele não poderia sair de férias na mesma época porque ele havia trocado de emprego a pouco tempo e ainda não tinha direito a férias enquanto eu estava obrigada a sair de férias visto que já ia vencer a segunda férias sem ter gozado a primeira.
Até esse ponto tudo corria normalmente, eu me programei para ir a praia todos os dias pela manhã enquanto nossa filha estivesse na escola e nos finais de semana eu sairia em viagens curtas com minha família. O que nós não contávamos é que meu marido fosse enviado para viajar justamente no período das minhas férias. Fiquei puta da vida com isso, muito chateada com a situação! Queria transar muito durante as férias e realizar mil e uma fantasias, havia acabado de renovar meus biquínis, saídas de praia e etc. para agora ficar sozinha com minha filha em casa.
Foi ai que meu marido me fez uma proposta que, mesmo sem ele saber, mudaria muito a minha vida sexual. Como a viagem que ele estava fazendo era para a região de Porto Seguro ele se comprometeu a deixar a equipe dele trabalhando sozinha durante o final de semana para que ele pudesse me dar atenção neste período. Combinamos então que na sexta-feira pela manhã eu pegaria um vôo de Salvador para Porto Seguro aonde ele me encontraria.
Chegando em Porto Seguro almoçamos e seguimos viagem para uma cidade vizinha, Eunapólis, aonde ele e a equipe estavam hospedados. Chegando ao Hotel fui conhecer as instalações. Fiquei encantada com a estrutura do Hotel. Tinha piscina com deck molhado, sauna mista e até uma academia, tudo muito próximo. Foi neste momento que meu marido disse que tinha uma má noticia. A equipe estava precisando do apoio dele em uma cidade a 200 km de distância de onde estávamos. Ele me explicou que dificilmente conseguiria voltar ainda na sexta-feira, mas que eu poderia utilizar toda a infra-estrutura do Hotel enquanto ele estivesse fora.
Dito isso ele seguiu viagem e eu fui desarrumar minha bagagem terminando por volta das 15:00h. O sol ainda estava bom para pegar um bronzeado e como a piscina estava meio vazia quando eu cheguei (apenas alguns hóspedes almoçavam) resolvi ousar no modelo do biquíni. Vesti um micro biquíni fio-dental marrom claro, sem forro, com as laterais da calcinha em silicone transparente. O biquíni tinha em torno de 5cm na parte de trás e na base do top enquanto na frente tinha menos de 8cm. O contraste da cor do biquíni com a minha pele dava a sensação de que eu estava pelada e eu queria muito ser desejada naquele momento, quanto mais olhos famintos me secassem mais tarada eu ficaria e com mais tesão eu transaria com meu marido quando ele voltasse para hotel. Vesti uma micro saia branca e sai somente com uma toalha de banho, chinelo, óculos escuro, chapéu e protetor solar na mão (coisa básica de qualquer mulher).
Resultado de imagem para exibicionismo na piscinaChegando a piscina, estendi minha toalha na espreguiçadeira, tirei minha saia e fui tomar uma chuveirada para cair na piscina. Enquanto eu desfilava pude perceber o cochicho dos funcionários do Hotel sobre mim e logo a área da piscina ficou movimentada. A todo instante passava um funcionário diferente e me comia com os olhos, por mim tudo bem! Eles poderiam me comer quantas vezes quisessem na imaginação que a mim não incomodava eles é que ficariam com a mão cheia de porra rsrsrs. Entre um mergulho e outro percebi alguns jovens na academia suando a camisa. Eventualmente eles chegavam até a sacada da academia para apreciar a paisagem e logo voltavam a puxar ferro entre muitos risos e molecagens.

Não demorou muito para que eles resolvessem descer para a piscina para se refrescarem, nesse instante eu já estava tomando uma caipirinha para relaxar, já estava na segunda dose quando eles entraram na piscina. Terminei minha caipirinha e fui para a cadeira tomar sol, comecei a espalhar o bronzeador lentamente pelas pernas enquanto olhava os garotos na piscina através de meus óculos escuros. Percebi que eles faziam comentários sobre mim e meu biquini, consegui escutar esse trecho da conversa:
- Pensei que ela estava nua mano! Quando ela passou aqui do lado foi que vi que ela estava de biquini.
- Puta que pariu velho, ela deve ser alguma prostituta de luxo que algum velho daqui está fudendo...
- Quanto será que ela cobra para fazer um serviço completo para nós três?
Em principio fiquei indignada com os moleques por estarem me chamando de prostituta. Todo mundo quer ver mulher com corpão usando biquíni minúsculo, quando vêem me tratam dessa forma! Por outro lado eu sabia que aquele biquíni que eu estava usando era muito devasso e logo entendi que não era culpa deles aqueles pensamentos, afinal de contas eles foram criados em uma sociedade machista.
Resolvi entrar no joguinho deles, abri bem as pernas e comecei a passar o bronzeador na parte de dentro nas coxas olhando para eles e cantarolando Poligamia de Paula Toler:
... Meus amores me querem inteira em qualquer posição; Meus amores não marcam bobeira e eu não fico na mão; Escritório, supermercado, banco de condução; Todo canto é apropriado; Eu nunca digo não ...
Demorei mais um pouquinho passando protetor na virilha e acariciando a minha bucetinha que a uma altura dessas já estava sedenta por vara, passei pela barriga e braços e voltei a demorar nos seios, com direito a uma puxadinha no soutien do biquini para verificar a marquinha. Terminada essa seção de sedução pude perceber que eles estavam hipnotizados e meus mamilos intumescidos, deitei-me na cadeira e comecei a me bronzear de frente. Meia hora depois resolvi me virar mas antes fui até o bar pegar mais uma caipirinha. Percebi que os meninos estavam tomando cerveja e já estavam bem mais desinibidos e já soltavam piadinhas diretamente para mim, me perguntando se já não estava na hora de assar o outro lado, então respondi:
- Assar? Não sou comida, lindinho, para ser assada. Eu vou me bronzear atrás agora, estou precisando de ajuda para passar o bronzeador, será que vocês conseguem ou vão ficar todos assados? – dei um sorriso irônico e caminhei até minha cadeira pensando comigo mesma:
- Que loucura é essa que estou fazendo? Será que é o efeito da caipirinha? E se esses garotos acharem que estou dando mole para eles? Não é essa a minha intenção, eu só queria brincar um pouquinho de seduzir...
Deitei-me na cadeira com a bunda para cima e soltei o top do biquíni, quando os garotos chegaram perto falando:
- Mas dona, que coisa feia. Pede ajuda e depois da as costas para gente como se fossemos cachorro...
- Desculpem-me mas foram vocês que me provocaram. Então vão me ajudar ou não?
Os três garotos começaram a brigar para ver quem passaria o protetor em mim, então sugeri que os três poderiam passar, eu deveria estar enlouquecida para fazer uma proposta desta, com um minúsculo pedaço de pano enterrado no rabo, sem o top e pedindo para 6 mãos percorrerem todo o meu corpo, não nego que a excitação já era maior que a razão e os garotos caíram para dentro de mim, aproveitando para alisar bem as minhas coxas, bunda e até a lateral dos seios (quando eu levantava o tronco para beber minha caipirinha meus mamilos apareciam e demonstravam meu estado de excitação). Um dos meninos, mais ousado, passou a mão em minha xoxota começando no clitóris e terminando na porta do cu. Uma onda de choque correu todo o meu corpo e acabei soltando um gemido de prazer baixinho o suficiente para que eles percebessem minha vontade de transar e repitiram a dose, agora com uma dedada bem lubrificada em meu cuzinho. Dei um tapa na mão deles e mandei pararem que já estavam bom demais.
Eles continuaram sentados ao meu lado e começamos a conversar banalidades até que começou a escurecer. Cobri meus seios com a toalha, levantei-me, me despedi dos garotos, peguei minhas coisas e fui para o quarto. Estava tão excitada que não conseguia pensar em outra coisa que não fosse sexo. Mas meu marido não estava ali para me satisfazer e a sacanagem com os garotos apesar de gostosa não deveria prosseguir pois não tinha a menor intenção de ser infiel.
Já estava escuro, olhei em direção a piscina e não vi movimento de gente. Vesti um roupão curto, sem nada por baixo e fui em direção a sauna. Que sensação maravilhosa estar pelada, coberta por um roupão alisando os seios, o ventinho gostoso acariciando minha xaninha raspadinha...
Cheguei ao restaurante do Hotel, pedi um suco e pedi para que ligassem a sauna e colocassem o vapor no máximo. Terminei de beber meu suco e fui em direção da sauna. Tirei o roupão e fiquei nuazinha, percebi que do lado de fora o rapaz que me atendeu tentava olhar pela janela da sauna mas não dava para ele saber se eu estava nuazinha em pelo ou se estava usando o mesmo biquíni de mais cedo.
Já dentro da sauna pude perceber o quanto era bonita. Tinha duas iluminações, uma mais forte que iluminava todo o ambiente e outra mais fraca pelo rodapé da sala. Liguei a lâmpada mais fraca para criar um ambiente mais aconchegante e me deitei em um dos bancos mais ao canto. Comecei a pensar em tudo o que ocorrera com os garotos mais cedo e com aquele vapor todo no ambiente, dificultando até mesmo enxergar a porta da sauna, comecei lentamente a me masturbar pensando nos três garotos me alisando mais cedo, aquela dedada me deixou mais louca do que deveria. Quando estava prestes a gozar, a porta da sauna abre. Levei um baita susto já que eu estava peladinha dentro da sauna. O coração disparou, eu fiquei sem reação, não sabia o que fazer. A primeira idéia que veio em minha cabeça foi ficar quietinha no canto e esperar quem fosse que estivesse ali ir embora.
Quando ouvi as vozes logo percebi que eram meus garotos. Estavam tentando achar a lâmpada mais forte, mas não acharam. Entraram e sentaram-se a 3m de distância de onde eu estava, não percebendo a minha presença ali dentro começaram a conversar. O assunto deles não poderia ser outro, estavam falando sobre mim. Cada um contava o que faria se tivessem a oportunidade de transar comigo. Aquela conversa foi me deixando excitada novamente e levada pela adrenalina eu comecei a me masturbar em silêncio, ali bem ao lado de meus taradinhos e a cada sacanagem que eles falavam meu tesão aumentava e o ritmo da siririca aumentava também. Meu clitóris parecia que ia explodir de tão inchado que estava, já estava difícil segurar o ritmo da respiração, comecei a ficar ofegante e quando comecei a gozar a luz da sauna acendeu:
- Achei! – gritou um dos garotos
- Puta que pariu, você achou mesmo velho!!! Venha ver o que foi!!!
Resultado de imagem para esposa suruba na sauna
Eu já não me controlava mais, eu só pensava em pica, rola, caralho, cacete qualquer coisa que me preenchesse completamente! Eu gozava e gemia alto e os garotos vibravam com aquela cena que eles assistiam. Enquanto terminava de gozar sozinha, os meninos foram tirando suas sungas e caminharam em minha direção. Eu só enxergava os vultos deles não tinha a menor noção do tamanho do pau deles, só senti tapas de pica no rosto, sem cerimônias comecei a chupá-los e olhando para eles, alisando dois cacetes e com um na boca eu dizia:
- Não queriam me comer? Não disseram que iam me lascar em banda? Então venham, estou aqui prontinha, esperando vocês! Me fodam! Comam-me! Me lasquem todinha!!!
Empurrei um dos garotos para um dos bancos e sentei de vez no cacete dele! Se arrependimento matasse com certeza eu teria morrido naquele momento. Estava traindo, sem camisinha e o cacete do moleque bateu em meu útero!
- Puta que pariu! Que rola comprida é essa seu moleque? – Bati no rosto dele e comecei a cavalgá-lo como uma fêmea no cio.
Se aproveitando do meu estado de insanidade, do suor e da lubrificação um segundo encostou a cabeça da pica na portinha de meu cuzinho, antes que eu pudesse esboçar qualquer reação, escutei um “plop” e uma dorzinha fina que veio até meu ventre.
- No meu cu não porra! – Gritei com o assanhadinho só para levar um tapa estrondoso na banda da bunda.
- No cu sim sua vadia, ficou provocando agente o dia todo e agora vai ficar regulando o cu? Se você mulher que prestasse não estaria pelada se masturbando dentro de uma sauna mista. – Foi ele falando essas palavras, que doeram mais que o tapa e a dupla penetração, que eu fui sentindo sua pica me rasgar por dentro.
A rola que estava em meu rabinho não era maior do que aquela alojada em minha buceta em compensação era muito mais grossa. Eu sentia minhas pregas indo embora, aquela era a segunda vez que eu fazia sexo anal e dessa vez era com DP. Não tinha jeito, eu chorava na pica dos meninos mas me deliciava em sentir duas rolas se encontrando dentro de mim, brigando por espaço, colidindo uma com a outra. Sentir as duas picas se esfregando dentro de mim era uma realização deliciosa apesar de dolorosa no inicio. Comecei a chupar e masturbar o outro garoto enquanto os outros me bombeavam em um ritmo forte mais em sincronia. Já tinha perdido a conta de quantas vezes havia gozado com aquela situação, até que senti o pau que eu chupava engrossar, quando eu entendi o que ia acontecer levei mais um tapa forte na bunda e ouvi uma ordem:
- Você vai engolir tudo sua cachorra – Nunca antes tinha engolido esperma de homem algum, meu marido sempre reclamou, mas dessa vez não teve jeito, seguraram minha cabeça e começarem a foder minha boca como se fosse minha boceta, escutei um urro de prazer e senti minha boca inunda de porra.
Meu nariz estava encostado na barriga de meu algoz e suas bolas tomavam minhas bochechas, estava sem ar e não tive outra solução senão engolir todo aquele esperma que já vazava pelo canto da boca, quando engoli tudo ele tirou seu pau de minha boca e eu pude respirar quase desfalecida, levei duas chibatadas na cara e comecei a sentir os movimentos dos meninos aumentarem dentro de mim, eles iam gozar também, e juntos comigo. Comecei a chorar de felicidade por um momento tão único, nem lembrei que eles estavam gozando em meu ânus e minha vagina. Eu gemia e soluçava de prazer, meu corpo todo tremia. Estava ofegante e os meninos também.
Reuni forças e consegui sair da sauna, deixando eles desfalecidos lá dentro. Desliguei a sauna, vesti meu roupão e fui toda suja e descabelada para meu apartamento. Chegando lá tomei um banho e me recompus sem acreditar no que eu acabara de fazer.
E o que meu marido vai pensar disso tudo? Sinceramente não sei o que dizer. Agora vou dormir. Amanhã é outro dia...
Beijinhos na cabeça das cacetas...


Dois safados comendo minha mulher Carla

Dois safados comendo minha mulher Carla Sou casado com uma linda mulher chamada Carla. Ela é loira, estatura média, seios grandes e um...