Nossa primeira vez com um casal amigo – Verídico Escrito por: casalrcmsgss

olá pessoal,


conheço este site a um tempinho, sempre achei muito legal, apesar de que é evidente para todos que muitos (a maioria) destes contos são exatamente isso ” Contos”, fantasia, história…..Mas alguns tenho quase certeza que são reais (dá para sentir quando é real….).
Recentemente uma história diferente aconteceu comigo e resolvi relatar aqui essa minha história.
Neste caso a minha história é real, podem acreditar, pois aqui você vai perceber misturado ao prazer, muitas incertezas, medos, dúvidas, insegurança….. É bem longo, pois conto com riqueza de detalhes, mas quem quer uma história real não vai se arrepender……
Vamos lá, nomes e locais serão omitidos ou trocados…….. Me chamo Guilherme, 37 anos, 1,85m, 82Kg, branco, de muito boa aparência. Sou um cara de bem com a vida, extrovertido, feliz em todos os sentidos. Tenho uma boa vida….. Não sou rico, mas tenho um emprego muito bom, que me permite viver com bastante tranquilidade, Sou casado há cinco anos com a Renata, 34 anos, 1,75m, mais ou menos 67 Kg, loira, olhos verdes, eu particularmente a acho muito bonita, e além disso é uma mulher muito charmosa, alegre, independente, tem o emprego dela… Temos um casamento muito legal, brigamos muito pouco, e temos um filho.
O sexo entre nós sempre foi e é muito bom e frequente…. Gostamos de variar posições, já fizemos algumas pequenas estripulias como transar na praia, no carro…. Mas nada além disso….. Ela foi criada de maneira bem tradicional, bem religiosa…… Eu já aprontei bastante, em minha época de solteiro, de universitário, aprontei muito… Morava em República e já participei de festas totalmente loucas, muito sexo, muito álcool, algumas drogas…. Hoje estou sossegado, e o máximo que faço é sair para tomar alguma coisa, pegar uma baladinha de leve …..
Na grande maioria destas ocasiões tenho a companhia de um grande amigo, na verdade meu melhor amigo, o Daniel. Nos conhecemos na Faculdade, estudamos juntos, depois trabalhamos juntos por um tempo e hoje apesar de cada um seguir seu caminho profissional, mantemos contato muito próximo, pois ele mora na cidade vizinha a minha…. Ahhh moro em uma grande cidade do interior de SP.
O Daniel é casado há quatro anos com a Kátia, tem dois filhos.
Socialmente falando é um casal com as mesmas características que nós, e também se dão muito bem….. Fisicamente falando, o Daniel é moreno, 1,90m, 80Kg, e a Katinha é branquinha, aproximadamente 1,70m, uns 60Kg, cabelos e olhos castanhos, muito meiga, muito simpática.
Sempre tivemos uma relação muito próxima, mas nunca houve qualquer indício que pudesse nos fazer prever o que aconteceria.
Sempre achei a Kátia linda, e tenho certeza que o Daniel achava a mesma coisa da Rê, mas isso ficava sobre os panos. E começou a vir à tona em um final de semana que passamos juntos na praia. Sem que ninguém forçasse a barra ou criasse uma situação.
Fomos passar o final de semana na praia, era aniversário de casamento do Dani e da Katinha, e combinamos de deixar a prole com os avós, para um fds de relaxamento. Ao chegar lá demos de cara com o tempo ruim, e a chuva. Era sexta-feira, chegamos tarde, comemos alguma coisa e foi cada casal para o seu quarto. E com o silêncio da noite, do meu quarto podíamos escutar os ruídos que vinham do outro quarto. Eles estavam mandando ver. Falei para a Rê que era a comemoração do aniversário de casamento e ela riu. Inegável que aquela gemeção nos deixou bem excitados e daí rolou um sexo muito forte, que mais tarde fomos saber também foi ouvido por eles e os ajudou a transar ainda mais…..
No outro dia acordamos e já eram quase 13:00 hs. A chuva continuava, ruim para as meninas, mas para mim e para o Dani era até melhor, a gente gosta muito de surfar e o mar estava muito mexido. E para quem gosta de surfar isso é o que interessa, mesmo com tempo ruim…. Pegamos nossas pranchas e fomos para praia e deixamos as meninas em casa.
Na praia bem vazia, surfamos bastante, paramos para tomar alguma coisa no quiosque vazio e ficamos batendo papo. E eu falei para o Dani:
– Brother, ontem a comemoração foi forte hein…..
Ele sorriu e respondeu:
– Cara , foi do c….
Eu falei rindo:
– Deu pra perceber .
Ele respondeu também rindo:
– Mas vocês não ficaram atrás, aliás vocês ajudaram a gente a dar uma segunda mais forte ainda que a primeira.
Eu respondi:
– então foi um ajudando o outro…..
Daí paramos o papo mas ficou aquele clima bom, voltamos para a água e só fomos embora quando o frio venceu.
Chegando em casa já eram 17:00hs e as duas não estavam em casa. Ligamos e elas estavam saindo do shopping e já estavam a caminho com pizzas e filmes para a noite pois não ia dar para sair mesmo….
Quando elas chegaram da rua, eu chamei a Rê para tomar um banho pois o frio estava foda e também porque a história estava viva na cabeça….. Fomos para o banheiro tomar um banho e eles foram também para o banheiro da Suíte….. Parede com parede, e aí mais uma vez o sexo foi alimentado com os gemidos do outro casal, uma delícia……
À noite, a seção de cinema começou a luz baixa, com todos sentados no tapete, comendo pizza, e muito vinho.
As meninas pegaram dois filmes, uma comédia romântica dessas água com açúcar e um suspense chamado A cor da noite. A Rê sabe que eu gosto deste tipo de filme, só que eu já havia visto esse filme. Não falei nada mas já havia visto. É um filme muito bom, com umas cenas de sexo bem fortes, bem legal.
Começamos a ver o filme, e as cenas de sexo deixaram o clima quente, aquela sala escurinha, friozinho, muito vinho e aquelas cenas…Maior clima….
Quando o filme acabou ficamos ali na sala mesmo conversando sobre o filme, sobre as cenas de sexo. Abrimos mais uma garrafa de vinho e começamos a conversar sobre casais que conhecíamos e se eles deveriam ou não ter uma vida sexual agitada…. E demos muita risada com essa história. Foi quando a Katinha perguntou de repente: E nós? Vocês acham que nós temos uma vida sexual animada? A pergunta nos pegou de surpresa, mas a Rê respondeu na hora, com certeza efeito do vinho: – Vocês não precisa nem perguntar, afinal só pelo que ouvimos nestes dias animação é o que não falta…. E todos caíram na risada…. A conversa caiu para o que fazer para o sexo não cair na rotina. Cada um falando alguma coisinha. Foi quando a Katinha falou: – O que eu gosto mesmo são os jogos com os dadinhos…..
– Que dadinhos?? A Rê perguntou…
Eu já sabia que o Dani tinha esses dadinhos, compra-se em Sexy Shops, em um tem escrito partes do corpo (pés, coxas, barriga, costas, pescoço, boca) e outro tem ações de carinho ( acariciar, beijar, mordiscar, lamber, apertar, massagear).
A Katinha explicou que eles normalmente estipulavam alguma condição e passavam o dia se monitorando. Por exemplo o Dani não podia reclamar de nada e a Katinha não podia falar dos outros. Quem ganha a prova escolhe se quer fazer ou receber os carinhos no final do dia…..
Vi nos olhinhos da Rê que ela adorou aquilo…. Resolvi por lenha no fogo, peguei os dados e joguei…Caiu lamber e boca…Peguei a Rê, molhei os lábios dela com vinho e comecei a lamber…
Ela se entregou à brincadeira, pegou os dados e jogou… Caiu mordicar e barriga…. Ela ficou meio sem saber o que fazer pois eu estava de camiseta, na hora eu tirei a camiseta meio que em tom de brincadeira e disse: – Vem…
Ela veio mesmo e começou a mordiscar minha barriga, aquilo estava muito bom e sem camisa não dava para disfarçar meu pau duro como pedra….
O Dani pegou os dados e jogou, caiu lamber e pés…. Era nossa vez de olhar…. Ele pegou os pés da Katinha e começou a lamber, beijar, aquilo quase me fez perder o controle, que cena linda. E a Katinha de olhos fechados só suspirava…
Foi a vez dela jogar os dados e caiu massagear e coxas….O Dani estava de bermuda, ele arregaçou a bermuda e a Katinha fazia uma massagem , olhando nos olhos Dele.. Que clima….. Ficamos ainda um tempo nesse joguinho, quando sem perceber cada casal estava se beijando e se apertando cada um em um lado do tapete….. Eu tentei arrancar a roupa da Rê ali mesmo, e para minha surpresa senti que ela também queria isso, e vi que o Dani tentava fazer o mesmo…. Mas a Katinha de repente falou: – Nossa, daqui a pouco vamos fazer aqui mesmo, na frente um do outro e rindo levantou e puxou o Dani para o quarto… Eu e a Rê fomos para o nosso quarto, mas o legal foi que eles não fecharam a porta do quarto deles, e nós também não…..Parece que era uma senha não explícita, um queria ouvir o outro transando…
Eu peguei a Rê e a chupei do jeito que eu sei que ela gosta, e prolonguei ao máximo a brincadeira, até ela me puxar pelos cabelos pedindo para ser comida…Pus ela de quatro ( é a posição que ela mais gosta) e enfiei bem devagarinho, e fui brincando, até deixar ela maluca, e daí comecei a bombar bem forte… Nessa altura os gemidos e gritos da Katinha já nos deixavam ainda mais loucos de tesão… A Rê mordia um travesseiro, eu puxei o travesseiro da boca dela, queria que ela gritasse….. Ela disse:- Você quer que eu grite né??? E liberou geral…. Vem me fode gostoso, assim… mete forte…. que delícia… e gemia… Até que explodiu num gozo intenso, sentia ela tremer toda, acelerei e gozei muito… Ficamos ali abraçadinhos um tempão e eu perguntei a ela se a Kátia não tivesse levantado se ela teria tido coragem de transar na sala na frente deles… Ela para minha surpresa, respondeu que ela estava com tanto Tesão naquele momento que toparia qualquer coisa…. Qualquer coisa???? Perguntei….
– Sim, eu estava louca de tesão…
Resolvi arriscar: – Até uma transa a quatro????
Ela parou ficou quieta, olhou dentro dos meus olhos, e só balançou a cabeça afirmativamente….. Depois não me olhou nos olhos, senti que ela estava envergonhada.
Peguei o rosto dela e dei-lhe um beijo bem longo…. :- Te amo, sei que você me ama e tudo que rolar entre nós, sempre será para o prazer dos dois, com carinho e afeto…. Senti ali que tínhamos superado uma barreira….
No outro dia, domingo, acordamos bem tarde de novo, e por incrível que pareça amanheceu um dia legal. Não estava um solzão mas tinha limpado bem o céu e fazia um mormaço bem forte… Nos encontramos na sala e todos tinham na cara o prazer da noite anterior… fomos na hora para praia e lá ficamos o dia todo só na cervejinha, no peixe e no camarão…..
Uma hora em que estávamos só eu e o Dani na água e as meninas na areia resolvi mexer na situação….
– Que noite boa hein???
Ele respondeu: – Que loucura, bom demais….
Eu queria ver até onde iria aquela situação e fui dando corda…..
– Cara , se a Rê libera, nós iríamos transar ali mesmo na sala, na frente de vocês…..
E para minha surpresa ele disse:
– Cara, ontem depois do sexo enquanto estávamos ali na cama descansando, eu perguntei para ela porque ela levantou e veio para o quarto? Que eu queria transar com ela ali mesmo… E que eu sentia que ela também queria. ela confirmou que queria, mas que ficou preocupada com o que vocês pensariam…
– Eu acharia ótimo….disse rindo, e resolvi ir adiante…. Cara que tal a gente armar um esquema para acontecer isso hoje?
Ele respondeu:
– Maravilha…
Combinamos que ele deveria conversar com a Katinha e tomarem a iniciativa, uma vez que a Rê era mais travada….
Combinamos o plano…..E começamos a por em prática naquela mesma hora. Voltamos para a areia e começamos a incentivar as meninas a tomarem algo a mais… E tome caipirinha…. Percebi uma hora que o Dani saiu para passear com a Kátia e na volta percebi na cara dela que ele havia contado a ela e combinado tudo…Ele me disse baixinho e rindo,:- Agora é contigo….
O tempo começou a virar e por volta das 17:00hs fomos embora…
A chuva nos pegou no meio do caminho e chegamos no apt. Ensopados.
Direto para o banho, eu e a Rê fomos para um banheiro e eles para o outro, depois de um tempo debaixo da água quente, já estávamos de novo no clima. Terminamos o banho e fomos para o quarto para mandar ver. Quando entramos no quarto, veio a surpresa. O Dani e a Katinha estavam na cama de cueca e calcinha e sutien

…. A Rê ficou meio sem saber o que fazer, e eu tomei a iniciativa e a puxei para dentro do quarto….
Ficamos ali parados admirando os dois … Eu sentia a respiração ofegante da Rê e admirava a Katinha de calcinha, que mulher linda……
Foi quando a Katinha olhou para nós e disse: – Vem deitem aqui. Está frio…
Puxei a Rê para cama e antes de deitar desatei o nó do roupão, fazendo este deslizar para o chão. A Rê ficou totalmente nua e nos deitamos lado a lado…. A Katinha estava montada no Dani e se beijavam… A Katinha tirou o sutien e a calcinha e começou um boquete no Dani. Enquanto eu e a Rê começamos um 69…..Que cena….. Em um momento, eu e o Dani estávamos deitados lado a lado, com nossas respectivas esposas montadas em nossos paus, cavalgando gostoso….Eu não sabia para quem olhava, se para a Rê ou para a Katinha.
A Rê tem uma bocetinha linda, grande, com pelos loiros, não é uma mata, mas também não é do tipo aparadinho. Peitos grandes com biquinho rosados….
A Katinha ao contrário, tem a bocetinha pequenininha, e lisinha de tudo…. Peitinhos durinhos e pequenos, praticamente sem bicos, e cor de café com leite…. Mulheres diferentes, mais lindas……
De repente a Kátia gozou forte, que lindo….. Virei a Rê de quatro e comecei a mandar ver……Ela enterrou a cara no travesseiro e gemia.
O Dani também começou a meter na Katinha de quatro….Foi quando eu fiz um sinal para o Dani para a gente trocar de lugar……E rapidamente, sem dar tempo delas fazerem qualquer movimento, trocamos e enfiamos firme…. Para nossa surpresa nenhuma das duas fez qualquer menção de reprovação….
Eu curtia a sensação de diferença que tinha entre a bocetinha delas e socava gostoso na Katinha.
Virei ela de frente e começamos um frango assado, o Dani pegou a Rê de lado e socava forte. A Rê gemia e olhava para mim, enquanto eu metia forte na Katinha…..Foi um gozo, só…. Alucinante, intenso… Aqueles corpos suados um em cima do outro, cansados….
Ficamos ali um tempão… só acariciando uns aos outros…..
A noite chegou , era hora de arrumar tudo e voltarmos para nossa vida….Depois deste final de semana, temos agora uma nova forma de ter prazer…. Esses momentos com o Dani e a Katinha não viraram obrigação, tem vezes que saímos juntos e não rola nada…..
É apenas um tempero em nossas vidas… Meu relacionamento com minha esposa está melhor do que nunca, atingimos a maturidade para entender que o que interessa é o nosso amor, e que podemos ter prazer de várias formas……
Para quem leu esta história até aqui , um abraço…Se quiserem nos escrever, nosso e-mail está aí….Quem sabe não descobrimos novas possibilidades…..

Comentários

Postagens mais visitadas